Facebook

Atuações


CIRURGIA ORTOGNÁTICA

A finalidade da cirurgia Ortognática é de proporcionar funcionalidade e estética ao paciente.




Principais dúvidas dos pacientes

O que é deformidade DENTO-FACIAL?
O nome dado a alterações graves da oclusão (mordida), que estão intimamente associados ao desenvolvimento incorreto dos ossos da face. Nestes casos a causa da mordida inadequada é o crescimento excessivo e/ou diminuído dos maxilares.Então Deformidade Dento-facial quer dizer essencialmente uma alteração dentária associada a uma deformidade facial! A maioria dos casos de maloclusão é resolvida exclusivamente pelo ortodontista, casos de maloclusão associados com deformidades dento-faciais são tratados em conjunto com o cirurgião bucomaxilofacial.

O que é cirurgia ortognática?
A cirurgia ortognática é o procedimento cirúrgico realizado por especialistas em Cirurgia Bucomaxilofacial e tem como objetivo corrigir o posicionamento dos ossos faciais, que são responsáveis pela mastigação (maxila e mandíbula).
O objetivo primordial desta correção é proporcionar uma oclusão dentária apropriada e uma estética facial adequada a cada caso.
Temos percebido que a técnica de cirurgia e de recuperação pós-operatória sofreram enorme evolução nos últimos anos, por meio do desenvolvimento de protocolos de atendimento eficientes e seguros. Estes avanços facilitaram e agilizaram a cirurgia, diminuíram o trauma e permitiram uma maior precisão nos resultados.

Por que realizar cirurgia?

Estatisticamente, sabemos que por volta de 3% da população apresenta desequilíbrios e desvio do crescimento facial normal, ocasionando uma alteração designada como Deformidade Dento-Facial.
Dentre as deformidades dento-faciais, destacamos o prognatismo, uma alteração caracterizada clinicamente pela projeção da mandíbula (queixo grande), além de outra relevante má formação: o retrognatismo, que se distingue da última pela falta de desenvolvimento mandibular (queixo pequeno). Acrescenta-se ainda a estas alterações os desvios laterais da face (laterognatismo) e deficiências no crescimento do maxilar superior.
Não devemos esquecer que além dos óbvios distúrbios da mastigação, fala e da nutrição, que estes casos estão associados ao comprometimento da estética facial.
Estas modificações freqüentemente são motivos de complexo e introversão aos pacientes, bem como de dificuldades no convívio social.

O que devo saber sobre meu tratamento?
Você deve informar-se sobre todas as etapas, riscos e benefícios de seu tratamento. Não tenha medo de questionar, não fique com nenhuma dúvida sobre o que faremos por você. Se necessário, anote todas as dúvidas para tirá-las conosco.

Qual sua queixa principal?
O paciente deve ter um relacionamento claro e de estreita confiança com o Cirurgião Bucomaxilofacial, bem como com toda a sua equipe. Você deve Informar muito bem sua queixa, o que lhe incomoda e suas expectativas. Todas estas informações ajudam na compreensão dos limites possíveis de cada caso, evitando expectativas irreais e estabelecendo tudo que poderá ser feito por você! Lembre-se, cada caso é um caso!
Quanto tempo leva o tratamento completo

Como dito anteriormente, cada caso é um caso, mas na maioria das situações o tratamento completo é executado de 2 a 3 anos, onde:

1 a 3 meses para avaliação e planejamento;
6 meses a 1 ano e meio para preparação ortodôntica pré-cirurgia;
2 a 5 horas para intervenção cirúrgica;
6 meses a 1 ano de ortodontia pós-cirurgica para finalização do caso

Qual a relação da deformaidade dento-facial com minha aparência facial?
Os dentes e os ossos faciais proporcionam toda sustentação às diversas partes de nosso rosto, como lábios, nariz, queixo, maça do rosto e etc...
Quando os ossos e os dentes da face não estão em harmonia, repercutem sobre a face, proporcionando uma desarmonia facial.

O que seria harmonia facial?
Harmonia facial esta diretamente ligada à proporção. Esta proporção é estabelecida por diversos estudos, sendo avaliada na observação frontal e de perfil dos pacientes. Claro que as questões raciais interferem e sempre existe certo padrão de harmonia para cada tipo racial.

Entretanto, lembre-se de que não devemos confundir harmonia com beleza, mas sabe-se que a correta proporção facial garante a mastigação, respiração, fala e deglutição correta, pois tudo esta relacionado, além de que um rosto harmônico geralmente é tido com esteticamente aceitável pelos nossos padrões de beleza.

Qual o motivo das deformidade dento-faciais? Porque estou assim?
Existem muitas teorias e explicações para a ocorrência de deformidades dento-faciais. A herança genética é uma delas, pois você pode ter parentes com alterações faciais similares e a mesma tendência de padrão facial. Distúrbios do desenvolvimento da criança e do adolescente também podem ser os causadores, onde nesta situação, você deverá ser o único da família a precisar destes cuidados.

Alguns hábitos como chupar chupeta, dedo, roer unhas, morder objetos, colocar a língua entre os dentes ao falar e respirar pela boca podem ser causadores ou agravantes das deformidades dento-faciais. Atualmente, nos acreditamos que seu problema tenha origem multi-fatorial, sendo devido a duas ou mais causas das descritas anteriormente.

Quem vai me tratar primeiro; o cirurgião ou o ortodontista?
O diagnóstico e o plano de tratamento para cada casos é efetivado pelos dois profissionais. A visita a Cirurgião Bucomaxilofacial é essencial. Com ele você terá informações detalhadas sobre seu caso, do plano de tratamento e até sobre a cirurgia que melhor adéqua-se ao seu caso.
Dentre as possibilidades mais usuais, e na dependência da complexidade de cada caso, a cirurgia pode ser executada no maxilar superior, inferior ou ambos.


Primeira fase: Ortodontia Pré-cirúrgica

 

 

Inicialmente, o tratamento é iniciado pelo ortodontista, que tem por objetivo preparar o posicionamento e inclinação dos dentes, para obtenção de dois arcos dentários compatíveis entre si e que apresentem uma boa relação quando levados em oclusão (mordida certa).
Nesta fase, o paciente percebe que sua mordida e seu perfil agravam-se, sugerindo uma piora do caso.


Segunda fase: Cirurgia Ortognática

 

 

A cirurgia é realizada em ambiente hospitalar. A anestesia é geral e a cirurgia tem tempo variável, na dependência de cada caso. O período de internação hospitalar usualmente é de 12 a 48 horas.
São sempre solicitados todos os exames necessários antes da cirurgia, para uma avaliação precisa do seu caso. Os pacientes recebem todas as informações pertinentes sobre seu tratamento
O paciente é operado quando a ortodontia pré-operatória corrige as alterações de posicionamento dos dentes e proporciona compatibilidade entre a arcada dentária superior e inferior.


Terceira fase: Ortodontia Pós-operatória

 

 

O paciente retorna ao ortodontista após liberação do cirurgião. Assim, o seu ortodontista irá concluir o caso realizando as movimentações dentárias que ainda forem necessárias, permitindo uma oclusão mais eficiente e estável.


O que o ortodontista vai fazer com meus dentes?
Ele vai posicioná-los corretamente na base óssea da mandíbula e da maxila, o que significa que sua mastigação provavelmente não vai melhorar nesta primeira etapa do tratamento. Ás vezes é preciso um reposicionamento muito acentuado dos dentes para que se obtenha um melhor resultado estético. No esquema abaixo, temos um caso de prognatismo mandibular antes da ortodontia. Os dentes estão mal posicionados e serão realinhados para a cirurgia.

Antes e depois do preparo ortodôntico. O paciente está pronto para a cirurgia após o preparo ortodôntico.


Como o cirurgião saberá onde posicionar os ossos de minha face corretamente?
Isto com certeza é um dos pontos mais cruciais de todo tratamento, para que o caso obtenha o máximo de resultado estético e funcional, para melhor sua mastigação, fala, respiração...
O cirurgião bucomaxilofacial irá conferir os modelos de gesso após toda movimentação dentária pré-cirúrgica. Nós vamos solicitar uma nova documentação ortodôntica para planejar a nova posição dos ossos da face, e antes da intervenção, simulações em laboratório, em computadores e estudos de sua radiografias irão reproduzir a posição de sua arcada dentária nas 3 dimensões espaciais, é uma etapa laboratorial essencial, onde irão ser confeccionados os guias cirúrgicos para a cirurgia.

Mantenha a auto-estima!
Alguns tratamentos podem ser mais demorados e você não pode desanimar! Procure ajuda e apoio nos parentes e amigos, busque otimismo, distrações e ocupações. Lembre-se, você já esta esperando muito tempo por esta oportunidade, vale a pena.

A cirurgia ortognática deixa cicatrizes no rosto?

Não. Na imensa maioria dos casos as incisões são feitas por dentro da boca.

Eu vou ficar com os dentes amarrados depois da cirurgia?
Normalmente não, atualmente os ossos são estabilizados em sua nova posição com miniplacas e parafusos, o que permite que você já possa abrir a boca imediatamente após a intervenção. Você irá utilizar apenas elásticos para se acostumar com sua nova mordida. As placas e parafusos darão toda estabilidade necessária para a cicatrização óssea.

Onde são feitas essas cirurgias? No consultório? Como é a anestesia geral?

Esta intervenção cirúrgica para sua segurança é feita no hospital com anestesia geral. Haverá sempre pessoas treinadas lhe ajudando a se recuperar no pós-operatório.

Quando o ortodontista irá mexer em meu aparelho?
Em dois a três meses, na dependência de cada caso.


Camuflagem Ortodôntica Classe II

É a tentativa de tratar apenas com ortodontia os casos que precisam de cirurgia. Além de não corrigir o problema real do paciente, este tipo de conduta pode causar graves distúrbios mastigatórios e psicológicos no pacientes, com grande frustração ao final da ortodontia. Perceba nos vídeos abaixo como o perfil dos pacientes não melhora, podendo em alguns casos ainda ser agravado, além de em algumas situações não permitir tratamento ortodôntico no futuro.


Camuflagem Ortodôntica Classe III

É a tentativa de tratar apenas com ortodontia os casos que precisam de cirurgia. Além de não corrigir o problema real do paciente, este tipo de conduta pode causar graves distúrbios mastigatórios e psicológicos no pacientes, com grande frustração ao final da ortodontia. Perceba nos vídeos abaixo como o perfil dos pacientes não melhora, podendo em alguns casos ainda ser agravado, além de em algumas situações não permitir tratamento ortodôntico no futuro.

 

Instituto Panarello - Cirurgia Ortognática | Cirurgia Plástica da Face | Implantes
Rua T-49 N° 36 Qd. 44 Lt. 12 Setor Bueno - Goiânia - GO Tel: (62)3274-2647